Por dentro das linhas de montagem para vidros insulados


Sua empresa já produz vidros insulados? Esses produtos também costumam ser chamados de duplos, por serem feitos normalmente com duas lâminas de vidro separadas por um espaçador, formando uma câmara em seu interior – também podem ter três lâminas e dois espaçadores (vidros triplos) ou mais!

Os insulados são considerados vidros de valor agregado, e com bons motivos: eles trazem uma série de benefícios aos ambientes em que são instalados, como confortos térmico, acústico e economia de energia.

Não por acaso, são muito populares em mercados mais desenvolvidos, como o europeu e americano.

É importante frisar que o segredo para o bom desempenho desse produto está nos cuidados em cada etapa de sua fabricação e na qualidade dos seus componentes. Por isso, destacamos algumas dicas importantes:

1) Perfis e sílicas dessecantes

Os espaçadores, também chamados de perfis, podem ser feitos de metal, plástico, metal e plástico ou de termoplásticos*. Com exceção dos termoplásticos todos os demais precisam receber uma sílica dessecante, que serve para tirar a umidade entre os painéis de vidro que serão hermeticamente selados. A sílica molecular da Seily é um dessecante certificado por várias instituições renomadas na Europa, enquanto a Profilglass oferece espaçadores feitos de uma liga especial que permite dobrá-los em formatos geométricos articulados para satisfazer qualquer requisito específico do seu cliente — nossa empresa pode atender qualquer espessura que seja necessária.

* Perfil termoplástico: trata-se da última tecnologia para a fabricação de vidros insulados. O produto já incorpora o material dessecante em sua composição.

2) Selante primário

O primeiro selante butil serve para estruturar o conjunto do vidro duplo, absorvendo todas as movimentações e efeitos de troca de temperatura — fazem o vidro se dilatar e contrair. Ele também serve como barreira para impedir a passagem de umidade ou a saída de gases de dentro da câmara. Os selantes da Kömmerling para essa aplicação, além de garantir o melhor desempenho na vedação primária, ainda têm adesão excelente aos vidros e ao espaçador.

3) Aplicação dos vidros

Após a composição da armação do espaçador (perfil) receber a aplicação do butil, os painéis de vidro serão incorporados a ela, já devidamente lavados e isentos de qualquer contaminação, inclusive marcas de digitais que porventura possam ter surgido durante o processo de montagem, o que poderia acarretar em um ponto de falta de adesão.

4) Selagem final

O sistema recebe a vedação secundária, que promove a selagem final entre os painéis de vidro, impedindo a entrada de umidade ou saída de gases na câmara, proporcionando proteção final ao conjunto. A Kömmerling oferece selantes para essa vedação, com variedade de opções (polissulfeto, silicone, poliuretano ou hotmelt, de cura mono ou bicomponente), contando assim com soluções para os mais variados projetos.

5) Verificando se está tudo certo

Por fim, antes de instalar o sistema, ele passa por um ensaio laboratorial para garantir seu desempenho.

Com o produto pronto e aprovado, sua instalação já pode ser feita. Para um insulado de qualidade, vamos repetir, duas coisas são necessárias: um processo benfeito de linha de montagem e componentes de qualidade. A primeira depende da sua empresa; já a segunda, a Support Glass garante com nossos produtos.

Entre em contato conosco e teremos grande satisfação em dar todos os detalhes que quiser sobre nosso portfólio!

Importante frisar que:

1 – Durante todo o processo de fabricação do vidro insulado o produtor deverá seguir rigidamente as orientações da Kömmerling com respeito aos aspectos de controle de produção

2 – Os benefícios econômicos e o conforto térmico e acústico no ambiente serão atingidos em sua plenitude com o uso de caixilhos de qualidade superior.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square